fbpx

As duas flechas de Buda

Neste artigo, vamos explorar o significado da parábola das duas flechas de Buda e com isso evitarmos muitos sofrimentos desnecessários.
as duas flechas de buda

As duas flechas de Buda é uma parábola que demonstra que recebemos flechadas constantemente da vida, a primeira flecha é inevitável, todos vamos ser atingidos e a segunda flecha é uma escolha mental.

Abaixo vamos refletir sobre a parábola as duas flechas de Buda:

Inscreva-se para receber artigos toda semana

“Houve uma vez em que um homem foi ferido por uma flecha envenenada. Sua família e seus amigos queriam chamar um médico, mas ele recusou essa proposta, alegando que, antes, queria saber o nome do homem que o feriu e à qual casta ele pertencia.

Além disso, ele também queria saber se aquele homem que lhe machucara era alto e forte, se tinha pele clara ou escura, bem como procurava identificar o tipo de arco que havia atirado, e se o arco era feito de bambu, cânhamo ou seda.

Ele também queria saber se a pluma da flecha era de um falcão, de um abutre ou de um pavão. Ainda imaginando se o arco que havia sido usado para atingi-lo era um arco comum ou um arco curvo, o homem morreu sem saber as respostas.”

Que mensagem essa parábola quer trazer? Buda dizia que a primeira flecha é inevitável. Por exemplo, se estamos andando na rua e alguém nos xinga, é inevitável, pois não temos controle sobre a ação do outro, não depende de nós.

A primeira flecha é sempre mandada pela vida, não somos responsáveis por ela. Então, descemos uma escada, caímos e quebramos uma perna, essa foi a primeira flecha.

Depois que a primeira flecha é disparada, não há como voltar atrás. Já quebrou a perna, já doeu. Agora, depois que recebemos essa primeira flecha, a segunda quem dá somos nós mesmos. Como?

Chegamos ao hospital com a perna engessada, sentamo-nos no sofá e começamos a resmungar: “Se eu não tivesse subido a escada…”, “Por que isso só acontece comigo?”, “Logo agora que tenho uma viagem marcada!”.

Essa é a segunda flecha, porque estamos voltando nosso pensamento para o passado ou projetando nosso pensamento no futuro. Não estamos no presente. A segunda flecha nós damos por não estarmos vivendo o presente.

Imaginem um relacionamento de 5 anos que acabou. Essa foi a primeira flecha, algo inevitável depois que o outro decide partir. A segunda flecha é: “Mas e se eu não tivesse feito aquilo?”, “O que as pessoas vão pensar?”, “Por que ele foi tão egoísta?”.

Quanto mais remoemos a situação, mais angústia e mais tristeza trazemos para nós, essa é a segunda flecha, que não é inevitável porque temos a escolha de agir diferente frente às situações.

É o mesmo caso do homem da nossa parábola. Não importa qual flecha o atingiu, a flecha o atingiu e ponto. O que ele precisava era de um médico, e não saber qual era a casta do arqueiro.

Então, quando estamos passando por um momento difícil, não devemos tornar esse momento mais difícil pensando sobre o passado ou imaginando o futuro. Precisamos aceitar os fatos que forem inevitáveis, apesar da dor.

Porque, sim, a primeira flecha dói, mas não precisamos sofrer a dor da segunda flecha que impomos a nós mesmos. Uma flecha já é suficiente, lembrem-se sempre disso, pois não precisamos aumentar a dor.

Livros Recomendados:

Copyright do texto © 2022 Tibério Z Dados internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste artigo pode ser reproduzida ou usada de qualquer forma ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, inclusive fotocópias, gravações ou sistema de armazenamento em banco de dados, sem permissão por escrito, exceto nos casos de trechos curtos citados em resenhas críticas ou artigos de revistas. (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) ISBN: 978-65-00-27681-7

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante:Esse site faz uso de cookies para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse.