fbpx

Mudar a rotina

Mudar a rotina é uma prática fundamental para a Atenção Plena pois saímos do modo automático de viver e ficamos mais presentes.
mudar a rotina

Uma prática necessária para a Atenção Plena é mudar a rotina. Prestar atenção a esse tópico é importante porque o cérebro tem uma tendência a automatizar tudo o que fazemos e todos os seus processos para economizar energia.

Inscreva-se para receber artigos toda semana

Economizar energia é biológico

Essa economia de energia é uma função biológica, mas também uma necessidade universal, pois tudo é energia, e esse é o elemento fundamental de toda a criação.

Então, é natural que o corpo e os seres busquem preservem a energia que possuem. A automatização é um meio de economizarmos energia porque evita que pensemos em tudo o que fazemos a cada vez que fazemos.

Por exemplo, quando nos levantamos da cama pela manhã, não ficamos pensando muito no que temos que fazer, apenas vamos ao banheiro, lavamos o rosto e escovamos os dentes, tudo no automático.

Assim, tendemos a ter as mesmas rotinas todos os dias, e isso é ótimo para o cérebro, mas o grande problema é que, enquanto o corpo está no modo automático, nossa mente está no passado ou no futuro.

Mudar a rotina

Ou seja, escovamos os dentes pensando no trabalho, vamos para o trabalho pensando no café, tomamos café pensando no e-mail, e assim por diante. Por isso, um dos primeiros treinamentos do programa do Dr. Jon Kabat-Zinn é mudar a rotina.

Isso porque, quando mudamos a nossa rotina, obrigamos nosso cérebro a estar no momento presente, e esse é o princípio central da Atenção Plena. Se tiramos o cérebro do seu modo automático, estamos dizendo a ele que precisa prestar atenção no agora.

Essas mudanças na rotina podem ser feitas através de alterações simples. Por exemplo: se escovamos os dentes com a mão esquerda, podemos escovar com a direita; se acordamos todos os dias às 8 da manhã e vamos trabalhar, podemos acordar às 7 da manhã e fazer uma caminhada antes.

Sair do processo automático

Fazendo esse tipo de mudança, vamos tirando nosso cérebro do processo automático. É importante entendermos que o cérebro tinha essa necessidade de economizar energia na época da Pré-História, quando realmente tínhamos carência de alimento.

Só que, hoje em dia – infelizmente, ainda não são todas as pessoas que usufruem disso, mas acredito que quem está estudando Atenção Plena sim –, as pessoas têm até um excesso de comida disponível. Logo, não há mais motivos para economizarmos energia, embora o cérebro, por si só, não consiga alterar isso.

Então, mesmo não havendo necessidade de automatizar tudo, quando decidimos estar no agora, estamos indo contra um fluxo natural do corpo. E, atualmente, com a oferta de alimentos que temos, podemos fazer isso para obter outros benefícios.

Zona de Conforto

Carlos Castañeda, um dos grandes mestres da minha vida, tem um livro em que fala sobre a espreita. Espreitar é sempre se colocar em uma situação nova, estar em um fluxo fora da zona de conforto.

Assim, sentimos que estamos cada vez mais vivos. Isso porque, toda vez que saímos da zona de conforto e nos colocamos em situações novas, com novos desafios, entramos no modo de atenção máxima, no modo de Atenção Plena.

Percebam como alterações simples já são capazes de mudar a forma como vemos e vivemos a vida. Devemos apenas ter o cuidado de ir mudando nossa rotina e, daqui a uns meses, quando a nova rotina tiver sido automatizada também, mudamos novamente.

Se vamos sempre recriando nossa vida, seja nas grandes ou pequenas coisas, obrigamos nosso cérebro a ficar atento. Desse modo, estimulamos o córtex pré-frontal e trazemos um brilho especial para todas as nossas vivências. Portanto, estejam à espreita!

Copyright do texto © 2022 Tibério Z Dados internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste artigo pode ser reproduzida ou usada de qualquer forma ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, inclusive fotocópias, gravações ou sistema de armazenamento em banco de dados, sem permissão por escrito, exceto nos casos de trechos curtos citados em resenhas críticas ou artigos de revistas. (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) DA-2022-022903

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Esse site faz uso de cookies para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse.