fbpx

O dinheiro é sujo

Nesse artigo vamos refletir sobre a crença limitante que o dinheiro é sujo.
O dinheiro é sujo

O dinheiro é sujo. Quantas vezes escutamos isso durante a vida? Muitas, não é? E como podemos querer algo que consideramos sujo? Por isso, nosso cérebro nos afasta do dinheiro, afinal, se ele é sujo, irá nos fazer mal.

Vamos supor que abrimos um pequeno negócio para vender bolos. No início, temos uma clientela restrita e encomendas suficientes apenas para pagar as contas. Até aí tudo bem, estamos apenas garantindo nossa sobrevivência.

Inscreva-se para receber artigos toda semana

Em algum momento, surgem mais clientes e o dinheiro começa a entrar. Assim, em nossa conta bancária já há mais do que precisamos para pagar o básico. Isso cria, então, um alerta no cérebro, afinal, quanto mais dinheiro, mais sujeira estamos acumulando.

Nesse contexto, o que o cérebro faz? Incentiva-nos a gastarmos logo esse dinheiro, de maneira que começamos a sentir um desespero ao vermos o dinheiro na conta sem movimentação. Sentimos isso porque não queremos ficar com nada sujo na mão, e gastando o dinheiro nos livramos logo dessa sujeira.

Desse modo, gastamos com qualquer coisa o dinheiro que era para ser, a princípio, reinvestido no negócio, seja para fazer marketing, pagar os funcionários ou melhorar a qualidade dos ingredientes e do maquinário. Parece absurdo, mas é assim que agimos quando temos essa crença.

Basta substituirmos a palavra dinheiro por sacos de lixo para entendermos melhor como isso funciona. Se tivermos dois sacos cheios de lixo em casa, eles vão incomodar, mas, se tivermos vinte, será irresistível a vontade de nos livrarmos deles. Como associamos dinheiro a sujeira, quando ele começa a acumular na nossa conta, nós o jogamos fora.

Por isso é comum quem carrega essa crença receber o salário no dia 10 e, no dia 15, já não ter mais nada na conta. Não estou falando de quem recebe pouco e usa todo o dinheiro para sua sobrevivência. Estou falando das pessoas que, mesmo inconscientemente, não veem a hora de não ter um real na conta. Porque, novamente, elas não querem acumular sujeira.

Agora, de onde vem a ideia de que o dinheiro é sujo? Porque o dinheiro é neutro, apenas um símbolo de troca. Quem usa o dinheiro é o ser humano, e podemos usá-lo para construir ou destruir, para ajudar ou prejudicar.

São as pessoas que podem ser sujas, no sentido de serem negativas, e usar o dinheiro de forma egóica. Embora, é claro, existam muitos indivíduos que usam o dinheiro positivamente. Alguém que emprega trinta funcionários está contribuindo para que trinta pessoas levem dinheiro para casa e alimentem suas respectivas famílias. Se esses funcionários gostam do que fazem, essa pessoa é, ainda, um veículo por meio do qual eles realizem seus propósitos.

Livros Recomendados:

Copyright do texto © 2022 Tibério Z Dados internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste artigo pode ser reproduzida ou usada de qualquer forma ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, inclusive fotocópias, gravações ou sistema de armazenamento em banco de dados, sem permissão por escrito, exceto nos casos de trechos curtos citados em resenhas críticas ou artigos de revistas. (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) ISBN: 978-65-00-27681-7

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante:Esse site faz uso de cookies para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse.