fbpx

O ego e o dinheiro

Nesse artigo vamos refletir sobre como o ego utiliza o dinheiro para se auto afirmar.
o ego e o dinheiro

Complementando a aula anterior, vamos entender porque o ego quer dinheiro. O ego é como uma criança mimada e ferida, possui a autoestima baixa porque tem inveja do Divino, uma vez que, no fundo, sabe que não é nada, que é apenas uma imagem psicológica.

Inscreva-se para receber artigos toda semana

A própria morte nos mostra isso o tempo todo, é como se ela nos dissesse “Amigo, você não é nada. Está aqui vivendo sua vida, mas, daqui a pouco, irá embora, e tudo o que você tem e acredita que é não irá junto.” É por isso que ela causa tanta repulsa.

Experimentem dizer para um grupo de pessoas que todo mundo ali irá morrer um dia. A reação será “Bate na madeira!” e “Vira essa boca para lá!”. Essa é uma reação ilógica, já que a morte é nossa única certeza. Inclusive, a morte foi criada pelo Divino como uma forma de vermos e entendermos que nosso ego não é nada. E o ego sabe disso, mas nega, entrando em um jogo de fazer qualquer coisa para se sentir importante.

Quanto mais importância, poder e capacidade de manipulação o ego tiver, promovendo, por meio desses elementos, sua sensação de superioridade em relação aos outros, mais inflado ele fica. Porém, como, no fundo, ele sabe que não é nada, nunca se mantém satisfeito.

É aquela velha história do “quando eu tiver tal coisa serei feliz”. Porém, quando se chega a esse objetivo, a felicidade não vem, e a insatisfação continua. Até porque, no meio do caminho, o ego já se comparou e concluiu que as conquistas alheias pareciam mais interessantes. Esse é caso, por exemplo, da pessoa que está satisfeita com seu carro usado até que o vizinho apareça com um carro zero. De repente, surge nela a necessidade de ter um carro mais caro que o do vizinho, mesmo que isso signifique dívida. Porém, a felicidade promovida pelo carro zero durará pouco, pois logo perderá a graça e uma nova comparação irá surgir.

Esse ciclo é infinito, porque o ego quer sempre mais e mais. Mas, para isso, é preciso manipular e escravizar outras pessoas. E como o ego, que não possui autoestima, vai se sentir melhor do que o outro? Ele tenta rebaixar e tornar o outro inferior. Por isso, o que vemos por aí é aquele pensamento egóico de que, mesmo se minha empresa faturar dez milhões de reais de lucro por mês, continuarei pagando um salário-mínimo para o meu funcionário.

Como vimos, quem escolhe o que fazer com o dinheiro é que determina se ele trará felicidade ou angústia. E, aqui, faço um alerta: quem usa bens materiais e compras para se sentir melhor entra em um ciclo que destrói a própria vida, não importa quanto dinheiro tenha.

Então, por que o ego quer ter dinheiro? Principalmente para mostrar aos outros que é melhor e mais poderoso, para se comparar com o maior número possível de pessoas e se sentir mais importante do que todas elas.

O irônico é que, por mais que o ego tenha tudo, ele sempre vai achar que não tem nada. Porque ele não é nada e sabe que, quando a morte vier, tudo o que usa para dar uma falsa noção de valor para si, não irá junto consigo, ou seja, tudo ficará aqui.

No fundo, todo mundo sabe disso, mas poucos conseguem evitar a paranoia do ego de querer sempre mais, e não no sentido de querer expandir e crescer beneficiando a todos, mas de impedir que o outro tenha para que isso lhes tire a sensação de importância.

Obviamente, esse egoísmo leva à infelicidade e, novamente, caímos no conceito de que, quando o ego escolhe, ele escolhe problemas, mas, quando o Divino escolhe, Ele escolhe a solução e a felicidade.

Livros Recomendados:

Copyright do texto © 2022 Tibério Z Dados internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste artigo pode ser reproduzida ou usada de qualquer forma ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, inclusive fotocópias, gravações ou sistema de armazenamento em banco de dados, sem permissão por escrito, exceto nos casos de trechos curtos citados em resenhas críticas ou artigos de revistas. (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) ISBN: 978-65-00-27681-7

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante:Esse site faz uso de cookies para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse.