Os mentores e a radiestesia

Quando começamos a praticar radiestesia, uma questão que sempre surge é se os mentores nos ajudam e se eles podem interferir no pêndulo. E a resposta é sim, eles ajudam e podem interferir no pêndulo. Porém, cabe pensarmos: se os mentores podem influenciar na informação que o pêndulo vai dar, os seres negativos também podem fazer isso.

Inscreva-se para receber artigos toda semana

E aí retornamos a um tema recorrente em meu trabalho, não à toa, que é a frequência energética. A nossa frequência energética é muito importante, porque, caso estejamos em uma frequência alta, estaremos em uma faixa de comunicação com os mentores e podemos receber a influência positiva deles. Entretanto, se estamos em uma frequência energética baixa, estaremos na mesma faixa dos negativos e, então, receberemos a influência deles também. Por isso, quando falamos de atender outras pessoas, principalmente em terapias holísticas, o primeiro passo é curar a si mesmo, para termos a frequência vibracional alta.

Quando passamos por alguma situação estressante, ou não estamos em um dia bom e vamos atender alguém, nossa energia influenciará o resultado do pêndulo. Além disso, essa frequência impede que os mentores nos ajudem, ao passo que, se estamos em uma frequência alta, às vezes, o mentor do cliente utiliza nossos canais psíquicos para dar a resposta que ele busca.

Na verdade, não sabemos realmente quem deu a resposta, sabemos apenas que o radiestesista é a antena, quem capta as informações, mas elas podem vir direto da malha quântica, do mentor do radiestesista ou, como citei, do mentor da pessoa que estamos atendendo.

Às vezes, o mentor da pessoa não consegue comunicação com ela justamente porque ela está em uma frequência muito baixa, então ele utiliza o radiestesista para passar sua mensagem. Mas se o radiestesista também estiver em uma frequência baixa, não há como nenhum dos mentores acessar o campo psíquico dele.

É nesses casos que podemos começar a receber influência de obsessores, sejam os da pessoa que atendemos ou os nossos, além dos espíritos zombeteiros, que só querem causar

confusão. Por isso, bato tanto na tecla de que só se deve atender com alguma terapia holística quando estamos com a frequência energética alta.

Se não estamos em um dia bom, é melhor não atender. Eu sei que isso é um desafio em nossa sociedade ocidental, em especial se já estamos com um cliente agendado e precisamos do valor cobrado pela consulta. Claro, não há problema algum em cobrar pelo atendimento, mas essa obrigatoriedade de atender é uma consequência negativa nesse caso. Isso porque, se não estamos bem, vamos passar vibrações negativas para a pessoa. É uma questão de entrelaçamento quântico: quando um campo magnético encosta no outro, quem tem menos energia recebe de quem tem mais. Caso os dois estejam em frequência baixa, um suga energia do outro, e os dois ficam fracos.

O terapeuta tem que ser um doador de energia o tempo todo e, para isso, precisa manter sua energia alta. Porém, se temos um cliente com o qual não podemos remarcar, precisamos, então, preocupar-nos em, naquele dia, pelo menos umas quatro horas antes, elevar nossa frequência.

Em radiestesia, a atenção é redobrada porque, com a frequência baixa, recebemos influência de obsessores, alterando o resultado da nossa terapia. Estando em uma frequência alta, com certeza, os mentores ajudarão, darão respostas através do pêndulo e farão do radiestesista um canal para passar boas frequências.

Inicialmente o radiestesista não precisa ser um médium, mas vai acabar sendo considerado um. Porque médium não é somente quem incorpora, mas qualquer pessoa que recebe comunicações interdimensionais, o que significa que podemos enquadrar a radiestesia nessa definição.

Se buscamos comunicações interdimensionais, somos médiuns; se não buscamos comunicações interdimensionais, não somos. Simples assim. Para quem busca, os mentores sempre utilizarão esse canal disponível para passar informações para quem precise recebê-las, por isso, devemos colaborar mantendo a frequência alta.

Copyright do texto © 2022 Tibério Z Dados internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste artigo pode ser reproduzida ou usada de qualquer forma ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, inclusive fotocópias, gravações ou sistema de armazenamento em banco de dados, sem permissão por escrito, exceto nos casos de trechos curtos citados em resenhas críticas ou artigos de revistas. (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) ISBN: 978-65-00-27681-7

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante:Esse site faz uso de cookies para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse.