Projeção Astral é Perigoso? Mitos e Verdades

projeção astral é perigoso

Projeção astral é perigoso é uma afirmação que circula amplamente entre aqueles que exploram ou têm interesse em experiências espirituais e metafísicas. A projeção astral, um fenômeno que tem fascinado a humanidade por séculos, é frequentemente mal interpretada devido à falta de conhecimento científico e espiritual preciso.

Neste contexto, é crucial diferenciar entre medos infundados e preocupações legítimas, fornecendo uma base sólida para aqueles interessados em explorar suas consciências além dos limites físicos de forma segura e informada.

Este artigo propõe uma análise detalhada desses medos, baseando-se em estudos metafísicos, relatos pessoais e conhecimento espiritual acumulado, para oferecer uma compreensão mais profunda sobre se a projeção astral é realmente perigosa. Ao fazê-lo, busca-se equipar os leitores com informações confiáveis e práticas, promovendo uma abordagem equilibrada e respeitosa em relação à exploração da projeção astral.

guia completo de projeção astral

O que é projeção astral

A projeção astral é um fenômeno natural que ocorre frequentemente, especialmente antes do sono. Esse processo, parte integrante da experiência humana desde o nascimento até a morte, revela a capacidade da nossa consciência de operar em múltiplas dimensões. A projeção astral não é algo que controlamos diretamente, mas ocorre naturalmente como parte do ciclo de atividade cerebral, particularmente associado às ondas cerebrais theta.

Entendendo as Ondas Cerebrais

O cérebro humano funciona com diferentes padrões de frequências, conhecidas como ondas cerebrais, refletindo nosso estado de consciência em cada momento. Estas ondas variam significativamente, cobrindo estados de alta alerta até profundos níveis de relaxamento e sono.

Ondas Beta (13-40 Hz): Relacionadas ao estado de alerta, concentração e atividades mentais que requerem foco.

Ondas Alfa (8-12 Hz): Aparecem em estados relaxados, ainda conscientes, mas mais tranquilos. Comuns durante meditação leve e descanso.

Ondas Theta (4-7 Hz): Indicam relaxamento profundo, essenciais para a projeção astral, marcando o início do sono quando a consciência começa a se distanciar do corpo físico.

Ondas Delta (0.5-3 Hz): Representam o sono profundo, onde a consciência se desconecta da percepção física.

frequências cerebrais e projeção astral

O Processo Natural da Projeção Astral

Ao adormecer, o cérebro desacelera naturalmente das ondas beta para as alfa, chegando às ondas theta. Nesse estágio, ocorre uma mudança no foco da consciência do corpo físico para o astral. Esse deslocamento não é controlado conscientemente, mas é um mecanismo de transição natural que possibilita à consciência acessar outras dimensões de existência.

Este processo é repetido todas as noites, evidenciando as amplas capacidades da mente. O ciclo da projeção astral desempenha funções vitais para os seres humanos, como descanso mental, limpeza energética e processamento subconsciente de experiências e emoções.

Projeção Astral é Perigoso?

A projeção astral é frequentemente envolvida por mitos e superstições que sugerem riscos e perigos, incluindo a possibilidade de encontros com entidades negativas durante esta experiência. Contudo, essas preocupações derivam mais de ficções e do medo do desconhecido do que de fatos comprovados.

A projeção astral é um fenômeno natural que todos os seres vivos experimentam, similar ao processo de sonhar. Se houvesse riscos inerentes a esses estados alterados de consciência, existiriam evidências claras e consistentes desses perigos, o que não ocorre.

Memória e Projeção Astral

A dificuldade em recordar experiências de projeção astral contribui para sua mistificação. Essas experiências são por vezes confundidas com sonhos vívidos ou esquecidas ao acordar, dada a maneira como a memória opera em diferentes estados de consciência.

Projeção Astral Consciente

Na projeção astral consciente, o indivíduo está plenamente ciente de sua experiência fora do corpo e pode recordar os eventos com clareza após retornar. Essa forma de projeção, resultado de prática e intenção deliberadas, permite a exploração do plano astral e o acesso a informações não disponíveis no estado físico comum.

Projeção Astral Inconsciente

A projeção astral inconsciente ocorre sem a percepção direta do indivíduo, frequentemente confundida com sonhos realísticos. A lembrança dessas experiências é vaga, contribuindo para a percepção de que projeção astral e sonhos são fenômenos distintos.

A chave para uma experiência positiva com a projeção astral é a compreensão e a prática consciente. Diferenciar entre projeção astral consciente e inconsciente ajuda a esclarecer confusões e a desmistificar o fenômeno, promovendo uma perspectiva mais fundamentada sobre a natureza expansiva da consciência humana.

projeção astral é perigoso

6 mitos sobre projeção astral é perigosa

A projeção astral é frequentemente mal interpretada, com vários mitos circulando sobre seus riscos. Estes mitos são baseados em concepções erradas e não refletem a realidade do processo. Aqui, esclarecemos cinco desses equívocos.

Mito 1: Possibilidade de Ficar Preso no Plano Astral

Há um equívoco de que se pode ficar preso na dimensão astral. Esse mito não considera a natureza multidimensional da consciência, que está sempre conectada a todos os corpos dimensionais. A consciência não é limitada a um único local; ela está sempre presente em múltiplos espaços. Durante a projeção astral, a consciência simplesmente muda seu foco, sem se desligar do corpo físico.

Quando dormimos e entramos nos estados Theta e Delta, nossa percepção da realidade física diminui, mas isso não significa que a consciência tenha deixado o corpo físico. O que acontece é um ajuste do foco para o corpo astral, permitindo experiências em outras dimensões enquanto se mantém a conexão com o físico.

A consciência está sempre ligada ao corpo físico, garantindo um retorno seguro após qualquer experiência astral. A morte física ocorre apenas quando essa ligação é naturalmente interrompida, e não por meio da projeção astral.

Qualquer experiência que cause desconforto ou aumento nas frequências cerebrais resulta em um retorno imediato da consciência ao corpo físico. Isso mostra que há um mecanismo de segurança inerente à projeção astral, assegurando que a consciência retorne ao seu estado original.

Mito 2: Cordão de Prata se Romper

O cordão de prata, descrito por quem realiza projeções astrais, não é uma corda física, mas uma conexão energética. Contrariando crenças populares, ele não é uma âncora para o corpo físico nem o mantém vivo. A consciência permanece no corpo físico durante a projeção, destacando-se que o cordão de prata é uma ponte para a troca de informações vibracionais entre dimensões.

O cordão não é vital para a sobrevivência nem uma forma de ancoragem; ele facilita a experiência da consciência em múltiplas dimensões. A consciência opera multidimensionalmente e mantém-se ligada ao corpo físico, independentemente da projeção ou do cordão de prata.

Portanto, o cordão de prata não contém a força vital, mas serve como um canal para transferir frequências vibracionais, promovendo comunicação entre diferentes aspectos da existência.

Mito 3: Encontro com Entidades Negativas

O medo de encontrar entidades negativas em projeções astrais é semelhante aos desafios da vida cotidiana. Estas entidades, ou consciências, existem em várias dimensões, assim como as pessoas com quem interagimos diariamente possuem diferentes níveis vibracionais.

Para lidar com esse medo, é importante reconhecer que as dimensões astrais, como a Terra, abrigam consciências variadas. Essas “entidades” não são diferentes das pessoas, exceto por operarem em outra dimensão.

A chave para superar o medo de entidades negativas é a compreensão e familiarização com a natureza multidimensional da consciência. À medida que expandimos nosso entendimento, nosso receio inicial se transforma em reconhecimento de nossa capacidade de interagir em múltiplas dimensões.

Mito 4: Riscos de Possessão

A preocupação com a possibilidade de o corpo físico ser possuído durante a projeção astral é um medo comum, porém sem fundamentação sólida. Uma compreensão mais aprofundada sobre a mediunidade e seus processos ajuda a dissipar essas dúvidas, mostrando que controle e segurança são alcançáveis e essenciais.

Mediunidade é a habilidade de certas pessoas, conhecidas como médiuns, para se conectar e comunicar com consciências de outras dimensões. Esta habilidade cria um canal entre o plano físico e o espiritual, permitindo a troca de informações e energia. A prática mediúnica, quando realizada com o devido conhecimento e preparo, é segura e controlável.

O processo denominado “possessão”, dentro do contexto da mediunidade, envolve a permissão consciente e controlada por parte do médium para que uma consciência de outra dimensão utilize temporariamente seu corpo físico para fins de comunicação ou cura. Este procedimento é seguro, realizado sob medidas de proteção rigorosas e é completamente reversível, descartando a possibilidade de perda de controle permanente.

Ao contrário do que alguns temem, a projeção astral não facilita a ocorrência de possessão indesejada. Durante a projeção astral, a consciência expande sua percepção, sem abandonar o corpo físico. Essa expansão de percepção permite experiências em outras dimensões enquanto a conexão com o corpo físico é mantida, assegurando que a possessão, conforme temida popularmente, não aconteça através da projeção astral.

Existem situações em que indivíduos com habilidades mediúnicas naturais vivenciam interações espirituais não intencionais, frequentemente por desconhecerem ou não controlarem suas capacidades. Essas experiências, embora possam ser intimidantes, são distintas da projeção astral e sinalizam a necessidade de buscar orientação e desenvolvimento espiritual apropriados para gerenciar tais habilidades de maneira eficaz.

Mito 5: Danos Físicos ou Mentais

Muitos mitos circulam em torno da projeção astral, especialmente sobre possíveis danos físicos e mentais. No entanto, essas preocupações não têm fundamento na realidade. A projeção astral é uma expansão da consciência que não impacta diretamente o corpo físico, eliminando o risco de danos físicos. Os riscos mentais estão mais relacionados à compreensão individual sobre o que representa a projeção astral.

Desafios mentais podem surgir se uma pessoa vivencia uma projeção astral consciente sem querer e sem ter conhecimento adequado para processar a experiência. Isso pode levar a interpretações errôneas, como o medo de estar sob influência de forças negativas, provocando ansiedade e medo desnecessários, afetando o estado de bem-estar geral.

Para diminuir esses riscos mentais, é fundamental promover a educação sobre a projeção astral. Entender que é um processo natural e seguro, que permite a expansão da consciência mantendo a conexão com o corpo físico, é crucial. Além disso, aprender a gerenciar e controlar a experiência pode transformar a projeção astral em uma ferramenta de autoconhecimento e crescimento espiritual, em vez de uma fonte de medo.

A chave para uma experiência de projeção astral positiva está no conhecimento, preparação e prática. Desenvolvendo uma compreensão aprofundada e habilidades para navegar conscientemente no plano astral, é possível minimizar qualquer ansiedade relacionada e aproveitar os benefícios dessa capacidade humana natural.

Assim, o mito de danos físicos e mentais associados à projeção astral é desmistificado com informações corretas e prática consciente. A projeção astral se apresenta como uma oportunidade segura e enriquecedora para explorar as dimensões da consciência, desde que abordada com respeito e compreensão.

Mito 6: A Projeção Astral é Antinatural ou Sobrenatural

A visão de que a projeção astral é antinatural e pertence ao reino do sobrenatural é um mal-entendido. Na verdade, a projeção astral é um processo bioenergético natural, experimentado por todos os seres vivos, incluindo humanos, em sua rotina diária. Esta concepção equivocada geralmente surge da falta de familiaridade com estudos metafísicos e da influência de uma visão de mundo estritamente materialista.

Durante o sono, por exemplo, sem que nos demos conta de forma consciente, nossa consciência se desloca para outras dimensões, evidenciando que a projeção astral é uma capacidade inata, e não uma ocorrência extraordinária ou sobrenatural.

O rótulo de “sobrenatural” dado à projeção astral decorre de um desconhecimento sobre a natureza multidimensional da existência e de como nossas consciências funcionam em diferentes níveis de realidade. Frequentemente, o que não é compreendido é relegado ao místico ou sobrenatural, ignorando-se que essas experiências fazem parte do espectro natural da vida humana.

É essencial esclarecer e promover um entendimento mais amplo da projeção astral como um aspecto normal do funcionamento da consciência. Educação e esclarecimento são fundamentais para mudar a perspectiva de medo e desconhecimento para uma de conhecimento e aceitação.

Ao ampliar nossa compreensão do que é considerado natural, começamos a perceber que a realidade é muito mais vasta e complexa do que as limitações impostas pelo materialismo. A projeção astral, longe de ser uma anomalia, é uma habilidade inerente que nos permite explorar a vastidão de nossa existência multidimensional de maneira segura e enriquecedora.

curso de projeção astral site

A ignorância é perigosa

A origem do medo relacionado à projeção astral e a outras experiências espirituais reside na falta de conhecimento. Em uma sociedade que prioriza uma visão materialista, valorizando principalmente o que é perceptível pelos sentidos, muitos fenômenos que vão além da percepção sensorial são relegados a meras crenças religiosas ou místicas.

A Limitação do Materialismo

O materialismo, apesar de útil para vários aspectos da vida cotidiana, oferece uma visão limitada da realidade. Não consegue abranger ou explicar muitos fenômenos que ultrapassam a percepção sensorial direta, contribuindo para uma compreensão fragmentada da realidade física. Fenômenos que não são imediatamente palpáveis são frequentemente desconsiderados ou mal interpretados.

Para superar o medo, o caminho não é evitar a busca espiritual, mas encorajar o conhecimento, o estudo e a prática consciente. Ao nos abrirmos para aprender sobre e explorar as dimensões menos tangíveis da existência, começamos a formar uma visão mais completa e integrada do universo e de nós mesmos.

O estudo de textos, teorias e práticas espirituais, juntamente com a exploração pessoal por meio da meditação, projeção astral e outras práticas conscientes, expande nossa percepção. Essa ampliação nos dota de ferramentas para compreender as dimensões não físicas da existência de forma mais informada e com menos medo.

Confrontar a ignorância com curiosidade, estudo e prática revela camadas de conhecimento anteriormente ocultadas por medo e ceticismo. Ao reconhecer a multidimensionalidade da consciência e a complexidade do universo, somos incentivados a aceitar uma realidade mais rica e diversa, onde o espiritual e o material coexistem e se complementam.

Superar o medo por meio do conhecimento não apenas enriquece nossa experiência de vida, mas também nos conecta mais profundamente com as infinitas possibilidades da existência.

Livros sobre Projeção Astral

Wagner Borges – Viagem espiritual: A projeção da consciência

“Viagem Espiritual: A Projeção da Consciência” de Wagner Borges é um guia fascinante sobre a projeção da consciência, uma experiência em que a mente se desprende do corpo físico e explora outros planos de existência. O autor compartilha sua vasta experiência e oferece técnicas práticas para quem deseja embarcar em jornadas espirituais além da matéria.

Robson Pinheiro – Desdobramento astral: teoria e prática

“Desdobramento Astral: Teoria e Prática” de Robson Pinheiro é uma obra que explora o desdobramento astral, uma habilidade que permite que a consciência se separe do corpo físico. Pinheiro combina teoria e prática para ajudar os leitores a compreender e dominar essa habilidade, oferecendo insights sobre as dimensões espirituais que podemos explorar durante essas experiências.

Anthony Peake – Viagens a Mundos Invisíveis: O Que A Ciência E A Espiritualidade Explica Sobre As Experiências Fora Do Corpo

“Viagens a Mundos Invisíveis: O Que a Ciência e a Espiritualidade Explicam Sobre as Experiências Fora do Corpo” de Anthony Peake é uma investigação profunda sobre as experiências fora do corpo e as conexões entre ciência e espiritualidade. O autor explora o fenômeno das projeções astrais, compartilhando pesquisas científicas e relatos de experiências para proporcionar uma visão abrangente sobre essa realidade misteriosa.

Conclusão

A projeção astral é um fenômeno natural que faz parte da experiência humana, permitindo à consciência expandir-se para além dos limites físicos sem causar danos ao corpo ou à mente. As experiências negativas associadas à projeção astral geralmente resultam de uma compreensão inadequada ou do medo, que pode ser superado com educação e prática consciente.

É essencial que aqueles interessados na prática da projeção astral busquem informações confiáveis e desenvolvam uma abordagem equilibrada e respeitosa. Aprender técnicas apropriadas, entender o processo envolvido e cultivar um estado de mente positivo e aberto são passos fundamentais para garantir uma experiência segura e enriquecedora.

Portanto, enquanto o conceito de que a projeção astral é perigoso persiste em algumas crenças populares, o conhecimento aprofundado e a preparação adequada revelam que é uma jornada segura de autoexploração. A chave para uma prática segura da projeção astral reside na educação, no entendimento e no respeito pelos limites pessoais e pelas capacidades individuais, transformando o medo em um caminho de crescimento e descoberta espiritual.

Entre na lista

Inscreva-se para receber um presente e artigos semanais para aprofundar seus estudos:

atenção

Acabo de enviar um e-mail para você. Para garantir que receberá meu conteúdo, confirme sua inscrição clicando no link dentro do e-mail. Caso não encontre, verifique a caixa de spam. Aguardo você!

Inscreva-se no meu grupo

Inscreva-se no meu grupo do Telegram e receba diariamente artigos, vídeos, dicas de leitura, comunicados de lives e muito mais…