fbpx

Receber sem dar

A mentalidade de querer somente receber sem oferecer nada em troca é mais uma causa do fracasso. Isso se aplica a qualquer situação da vida, pois, raramente, quem pensa assim limita esse aspecto ao campo financeiro.

Inscreva-se para receber artigos toda semana

Querer receber coisas das pessoas e da vida sem dar nada em troca é acreditar que as pessoas nos devem algo, que o mundo nos deve algo, que somos mais importantes do que os outros ou que o que produzimos é sempre mais valioso.

Assim, queremos receber amor, mas não damos amor nenhum ao outro; queremos ter prosperidade, mas não oferecemos nada para a sociedade. Mas não é assim que o universo funciona.

Primeiro, nós oferecemos, depois, recebemos. Então, primeiro, damos amor, depois, recebemos amor; primeiro, oferecemos bons produtos e serviços para as pessoas, depois, recebemos prosperidade.

Esses movimentos não são instantâneos. Eles levam tempo e exigem doação desinteressada. Em vez disso, reclamamos que não temos coisas que, na verdade, também não oferecemos ao mundo.

Quantas pessoas não compartilham seus conhecimentos por medo de roubo, plágio, competição? Porém, quando guardamos algo que nem é nosso, paramos de receber aquilo. Afinal, para que o universo vai trazer mais conhecimento para nós se ele fica estagnado? Além disso, o erro que os outros cometem são de responsabilidade deles, de maneira que o que estamos compartilhando com a finalidade de contribuir com o universos não pode ser apagado. O que importa é que estamos fazendo a nossa parte.

E contribuir também pode ser feito através do nosso trabalho. Quem trabalha aplicando Reiki, por exemplo, pode reservar um dia em sua agenda para atendimentos gratuitos. Não estou dizendo que devemos fazer isso esperando algo em troca, mas, uma vez que seja feito com amor e com uma vontade genuína de ajudar o próximo, com certeza dará frutos.

Com o tempo, ganha-se experiência e, provavelmente, mais clientes, porque, quando oferecemos algo, recebemos algo em troca. Por esse prisma, se oferecermos ódio, vamos receber ódio.

Se sairmos xingando as pessoas na rua, o que esperam que aconteça? Seremos xingados também. Agora, se somos gentis e tratamos as pessoas com carinho, como a maioria delas retribui? Com gentileza e carinho. Ou vocês já xingaram alguém que tratou vocês bem? Basta lembrarmos de como agem os cachorros: se chegamos neles com carinho, quase sempre somos recebidos com carinho também.

Vejam, se apenas queremos receber, ou se nos preocupamos somente com o dinheiro, sem nos atentarmos à qualidade dos nossos serviços e dos nossos produtos, como podemos esperar ter prosperidade?

A prosperidade é um fluxo. Aliás, não precisaríamos nem estar estudando questões sobre ela, afinal, trata-se de uma lei natural. Quando nos alinhamos ao seu fluxo, não há como evitá-la, naturalmente emanamos e recebemos prosperidade. Mas, para isso, devemos parar de nos preocupar com dinheiro, porque ele é o resultado de diversos fatores alinhados, não a meta em si. Então, oferecemos nosso melhor, trabalhamos e esperamos o tempo agir, e a prosperidade vem.

Isso frustra muitas pessoas que esperam uma fórmula mágica para terem prosperidade sem reforma íntima e sem contribuição ao mundo. Essas pessoas esperam que exista um segredo, um “jeitinho”, mas isso não existe.

Lembrem-se que o Criador é abundante e quer a prosperidade para todos. Para Ele, dinheiro é só átomo, portanto, quando não estamos abundantes, não é porque o mundo é escasso, mas porque nossas ações não estão de acordo com o que queremos.

Se xingamos todo mundo, não podemos querer que nos tratem bem. Se não valorizamos o trabalho alheio, não podemos querer que valorizem o nosso. Se só queremos o que é de graça, não podemos querer que paguem pelos nossos produtos. Se não temos uma mentalidade próspera, como teremos prosperidade?

Livros Recomendados:

Copyright do texto © 2022 Tibério Z Dados internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste artigo pode ser reproduzida ou usada de qualquer forma ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, inclusive fotocópias, gravações ou sistema de armazenamento em banco de dados, sem permissão por escrito, exceto nos casos de trechos curtos citados em resenhas críticas ou artigos de revistas. (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) ISBN: 978-65-00-27681-7

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante:Esse site faz uso de cookies para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse.