Tipos de pêndulos em radiestesia

Tipos de pêndulos em radiestesia

Historicamente, o pêndulo surgiu na China, 2.000 anos a.C., mas a verdade é que podemos dizer que a humanidade sempre utilizou esse objeto. Na Pré-História, provavelmente ele era feito de pedra, osso ou dente de animal. Porém, até hoje, em culturas indígenas e tradicionais, o pêndulo é usado de forma adaptada às necessidades de cada povo.

Inscreva-se para receber artigos toda semana

A definição de pêndulo é qualquer corpo rígido que gira em torno de um eixo. Em radiestesia, eles podem ser de cristal, pedra, madeira, metal ou resina. Qual deles é o melhor? Veremos que cada um tem sua particularidade, tanto em relação ao material em que é produzido quanto ao formato e outras características.

Pêndulo de Cristal

O pêndulo de cristal no Brasil nem sempre é bem-visto pelos radiestesistas, mas na Europa ele é muito valorizado. Particularmente, são os meus preferidos. O cristal, por ter a organização atômica perfeita, permite que a energia do radiestesista flua através do pêndulo de uma maneira muito mais suave.

No final do curso, haverá um módulo para falarmos somente do pêndulo de cristal, porque esse material requer alguns cuidados específicos, como limpar, energizar e programar, entre outros processos. Também deixo a sugestão, para quem gosta de cristais e quer se aprofundar no assunto, de procurar meu curso on-line de Cristaloterapia.

Por agora, nos interessa saber que os cristais são o único elemento da natureza que possui essa organização atômica perfeita e totalmente regular. Por isso, o fluxo de energia do radiestesista, quando vai para o cristal, não sofre interferência do objeto, passando de maneira fluida.

Além disso, o cristal, por ser um dos elementos com maior ressonância com a célula humana, trabalha de modo excelente na cura. Isso porque ele é um ser vivo, um elemento consciente, diferente, por exemplo, do metal. O cristal também tem o benefício de trazer um Elemental, mas falaremos disso mais adiante, no módulo sobre cristais.

Pêndulo de Pedra

O pêndulo de pedra é similar ao de cristal. A principal diferença é que a pedra não possui a estrutura atômica regular, portanto, não oferece uma transferência de energia tão límpida quanto a do cristal. Porém, a pedra conserva o benefício de ter ressonância com o corpo humano.

Na verdade, tudo o que é vivo tem uma ressonância melhor com pedras e cristais, pois a vibração e a transferência de energia fluem melhor por eles.

Pêndulo de Madeira

Os radiestesistas brasileiros, de modo geral, preferem o pêndulo de madeira, mesmo a madeira não sendo um bom condutor energético. Isso quer dizer que, quando a informação sai do cérebro do radiestesista, passa pelo sistema neuromuscular e vai para o pêndulo, esse fluxo de energia sofre algum nível de interferência.

Diferentemente do cristal, a energia encontra resistência na madeira. Isso não faz do pêndulo de madeira um pêndulo ruim, de forma alguma. Isso porque, cabe lembrar, não é o pêndulo que dá a resposta, quem dá a resposta é o radiestesista. O radiestesista absorve a informação da malha quântica e a transforma em impulsos eletromagnéticos que serão transferidos para o pêndulo, causando seu movimento. Então, não é o pêndulo que capta a informação, nem podemos dizer que o de cristal é melhor porque capta mais informações do Todo, ok?

Repetindo, quem capta informações do Todo é o radiestesista. O cristal é melhor que a madeira por não causar interferência entre a informação do radiestesista e o próprio pêndulo. Então, embora o impulso eletromagnético flua melhor no cristal, o pêndulo de madeira também é uma ótima opção pêndulo.

Pêndulo de Metal

Dentro dos metais, temos alguns que são ótimos condutores de energia e outros que nem tanto. Por exemplo, o ouro é um ótimo condutor, por isso, oferece uma alta condução de informações, eletricidade e ondas eletromagnéticas. A prata e o cobre também são bons condutores, mas menos que o ouro.

Também vamos encontrar no mercado pêndulos feitos de metais de baixa condução. Porém, novamente, cabe ressaltar que não é o pêndulo que capta as informações, portanto, o nível de interferência e a baixa condutividade de alguns materiais não vão incomodar a maioria dos radiestesistas.

Pêndulo de Resina

Mais recentemente, passou-se a fabricar pêndulos de resina, alguns com objetos dentro, e de diversos modelos. Também é uma opção válida. Porém, a resina, por ser sintética, tem como característica isolar um pouco mais a energia, portanto, pode ser que demande mais energia psíquica do radiestesista para mover o pêndulo.

Pêndulos emissores e sinalizadores

Falamos sobre os materias com que os pêndulos podem ser produzidos e, agora, veremos outra forma de categorizá-los, que é quanto a capacidade de enviar e receber energia. Eles são divididos em pêndulos emissores, pêndulos sinalizadores ou, ainda, pêndulos simultaneamente emissores e sinalizadores.

Pêndulos emissores são aqueles que favorecem o processo de enviar energia. Os três materiais conhecidamente emissores são os cristais, as pedras e a madeira. O metal e a resina não costumam ser emissores.

Porém, em minha opinião, qualquer objeto pode ser emissor, uma vez que a intenção do radiestesista de emitir energia é o mais importante. Se nossa intenção é, através daquele objeto, transmitir energia, intencionamos isso e a energia será transmitida. O mesmo vale para os pêndulos sinalizadores: se nossa intenção é obter uma informação, então obteremos a informação que estamos sinalizando. Considero o objeto apenas um meio de externar as energias psíquicas. Porém, reafirmo que esse é o meu ponto de vista, não o que é ensinado tradicionalmente em radiestesia.

Vamos ver dois exemplos da atuação dos pêndulos como emissores. No primeiro, vamos energizar um copo d’água. Para isso, usamos um pêndulo emissor, de cristal, por exemplo, para programar o copo d’água. Intencionamos a magnetização da água com uma energia de cura e giramos o pêndulo no sentido horário, criando um vórtice de energia que irá energizá-la.

Nesse segundo exemplo, usaremos um pêndulo emissor para energizar um chakra desequilibrado, no caso, o chakra cardíaco de um cliente. Escolhemos usar o pêndulo egípcio, que é feito de madeira. Posicionamos o pêndulo no chakra e giramos no sentido horário, intencionando a emanação de uma energia de amor. Desse modo, captaremos a energia de amor universal, que passará por nosso sistema, pelo pêndulo e irá para o chakra do cliente. Esse exemplo é muito similar a uma aplicação de Reiki, mas, em vez de utilizarmos as mãos para canalizar a energia, usaremos o pêndulo.

Concluindo, não existe pêndulo melhor ou pior, pois cada radiestesista vai ter

suas preferências pessoais. Eu, por exemplo, prefiro o pêndulo de cristal, mas, às vezes, uso o de madeira, dependendo da minha intuição. Por isso, sugiro que experimentem alguns instrumentos e pêndulos até descobrirem os seus favoritos.

Pêndulo Egípcio

O pêndulo egípcio é outro tipo de pêndulo comum, muito usado aqui no Brasil. Quando estudamos o contexto histórico da radiestesia, vimos que o pêndulo de madeira ganhou o nome egípcio porque, quando Napoleão invadiu o Egito, foram abertas diversas tumbas e nelas foram encontrados pêndulos.

O que conhecemos como pêndulo egípcio é um dos formatos de pêndulo de madeira que ficou mais famoso, mas isso não significa que fosse o único pêndulo utilizado no Egito. Por isso, pessoalmente, acredito que chamá-lo apenas de pêndulo de madeira esteja mais correto.

Encontra-se facilmente o pêndulo de madeira em lojinhas e, geralmente, em duas versões, com e sem lastro. O lastro é uma bolinha de chumbo colocada dentro do pêndulo. Caso forem adquirir um pêndulo de madeira, recomendo o com lastro porque o peso extra deixa o instrumento mais preciso.

O pêndulo de madeira, assim como o de cristal, é um pêndulo emissor. Um exemplo de trabalho de emissão é a purificação de objetos. Por exemplo, escolha o objeto que deseja limpar, pegue o pêndulo, intencione e diga: “Por favor, mande uma energia de purificação para esse objeto”. Então, gire o pêndulo no sentido horário. Esse giro vai criar uma malha magnética, impregnar o objeto e purificá-lo. Essa é uma das muitas possibilidades de trabalho com um pêndulo emissor. Quem está começando pode treinar purificando uma maçã, por exemplo, e mais adiante trabalhar com técnicas mais avançadas com o pêndulo.

Pêndulo Porta-testemunho

A característica principal do pêndulo porta-testemunho é que ele possui um espaço dentro dele para guardar o testemunho que está sendo usado na pesquisa, desse modo, não é necessário usar o testemunho na mesa. A maioria dos modelos possui uma tampa de rosca para colocar e tirar o testemunho do pêndulo.

O pêndulo porta-testemunho é muito bom para trabalhos à distância, nos quais se faz necessária a utilização do testemunho, e em pesquisas geológicas. Para encontrar, por exemplo, um veio d’água, usamos um pouco de água potável como testemunho dentro do pêndulo. A vibração do testemunho ressoará com a vibração da água que está embaixo da terra, dando-nos, assim, a resposta por ressonância.

Os dois tipos principais de pêndulo porta-testemunho são o Mermet e o comum. O Mermet tem um formato de gota e o comum costuma ter um formato cilíndrico mais alongado, geralmente produzido em latão. Caso decidam adquirir um pêndulo porta-testemunho, verifiquem se dentro dele cabe uma quantidade mínima de material, porque alguns possuem um espaço muito pequeno.

Mais recentemente, criaram um pêndulo que mistura o porta-testemunho com o formato egípcio. Nesse caso, são pêndulos de madeira com uma tampinha para colocar e tirar o testemunho. Esse modelo é interessante porque tem duas utilidades em um instrumento, de maneira que pode atuar como pêndulo egípcio quando a pessoa estiver em nossa frente e como porta-testemunho quando se tratar de uma pesquisa à distância.

Pêndulo Hebreu

O último pêndulo comum que veremos é o pêndulo Hebreu, que se tornou popular mais recentemente. Também é encontrado com outros nomes, como pêndulo cilíndrico ou pêndulo cabalístico. Ele faz referência aos Hebreus, que usavam esse tipo de pêndulo, e à Cabala, por possuir alguns elementos dela.

O pêndulo Hebreu é um cilindro de madeira de formato mais largo e robusto que o pêndulo egípcio. Ele possui um fio a ele agregado, o qual pode ser de ferro, tecido ou barbante. O diferencial dele é que, para utilizá-lo, escreve-se a intenção em um papel e prende-se esse papel em volta dele – desse modo, ele vira um pêndulo emissor.

Por exemplo, podemos escrever “quebra de mau olhado” ou então “equilíbrio do chakra cardíaco”, prendemos o papel no pêndulo com um elástico, seguramos e giramos o pêndulo. Ele emitirá a frequência desejada como se fosse um rádio. Pode- se usar outras palavras como amor, paz, equilíbrio, prosperidade, saúde etc.

Essa forma de trabalhar com a energia intencionada se baseia no conceito da radiônica de que o papel escrito emite energia, como vimos na aula de conteúdo lexical. Porém, de certa forma, escrever a intenção no pêndulo pode ser mais necessário como um auxílio para a mente, porque se a intenção do radiestesista for boa, mesmo sem papel, ele consegue essa emissão.

Também é muito usado a escrita hebraica nesses pêndulos. Inclusive, alguns modelos já são vendidos com palavras e frases em hebraico, pois, se observarmos, a própria escrita deles é um símbolo radiônico.

Copyright do texto © 2022 Tibério Z Dados internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste artigo pode ser reproduzida ou usada de qualquer forma ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, inclusive fotocópias, gravações ou sistema de armazenamento em banco de dados, sem permissão por escrito, exceto nos casos de trechos curtos citados em resenhas críticas ou artigos de revistas. (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) ISBN: 978-65-00-27681-7

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante:Esse site faz uso de cookies para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse.