A intuição e a radiestesia

Além de uma pineal bem desenvolvida, o radiestesista precisa também de uma boa intuição. Intuição é um fluxo de informações que chegam ao cérebro, mas que não conseguimos traduzir racionalmente, ou seja, entendemos sentimentalmente e de maneira abstrata, mas não conseguimos dar uma definição para essas ideias.

Inscreva-se para receber artigos toda semana

Resumidamente, esse processo intuitivo começa com os chakras captando o fluxo de energia e transferindo esse elemento para a glândula pineal através dos seus canais energéticos. Como energia contém informação em frequências de onda, essas frequências de ondas são captadas pela pineal.

Anteriormente, conversamos sobre as funções da pineal, então já sabemos que ela envia a informação para a glândula hipófise. A hipófise distribui essa informação para o cérebro na forma de impulsos elétricos, os quais vão para a mente inconsciente.

Quando esses impulsos elétricos chegam na parte inconsciente é o que chamamos de intuição. Sentimos aquela sensação de que sabemos algo, mas não conseguimos explicar como porque aquilo chegou até nós. A informação simplesmente chegou e inundou nosso cérebro inconsciente com seus impulsos elétricos.

Então, intuição é o acesso à informação antes dela chegar à mente racional. Por isso temos a sensação de estarmos acessando o futuro. Além disso, o tempo não existe no mundo quântico, só existe o momento presente. Essa divisão de tempo em passado, presente e futuro é apenas uma forma de o homem compreender a realidade e experienciar um fluxo linear de vivência.

Quanticamente tudo existiu, existe e existirá simultaneamente. Então, de alguma forma nosso sistema energético captou essas ondas do que acontecerá amanhã, mas que, na realidade, já aconteceu no mundo quântico. Desse modo, o inconsciente sabe, mas a mente racional, a mente consciente, ainda não.

Desenvolver a intuição, saber ler o inconsciente, saber ler essas informações que ainda não viraram conscientes é muito importante porque a maior parte do trabalho do radiestesista são informações que não se tornaram conscientes. Isso se dá, na verdade, em todo parapsiquismo.

É muito difícil todas as informações se tornarem conscientes, isso porque o cérebro gastaria muita energia e bastante tempo nessa transformação. Então, de certa forma, o radiestesista sempre vai ter um trabalho de ler e entender o que o inconsciente fala. Assim como treinamos para desenvolver a pineal, treinamos para desenvolver a intuição.

Inicialmente, é comum que não acreditemos em nossas intuições e sensações. Porém, conforme nosso nível de acerto e precisão for aumentando, vamos ganhando confiança em nossas informações inconscientes. E quanto mais confiança mais conseguimos ler essas informações. É uma questão de treino.

Pode parecer simples, mas não é, pois nunca sabemos se estamos certos ou não. Às vezes, não estamos porque a mente atrapalha o processo. Por isso, uma das questões fundamentais em radiestesia é nunca formular uma pergunta com uma ideia de resposta pré-definida. Por exemplo, se temos três florais na mesa, mas racionalmente acreditamos que o floral B é o ideal para o tratamento, já estamos influenciando o inconsciente a determinar o floral B como o ideal. Esse é o trabalho mais difícil da radiestesia, fazer uma pesquisa com a mente limpa.

Nunca devemos estar com a informação pré-determinada em nossa cabeça. E é exatamente isso que treinamos, limpar a mente para influenciar o menos possível na resposta. Treinamos como não atrapalhar a intuição, porque ela, na verdade, é um processo natural.

Eu sei que é difícil manter a mente neutra e sem julgamentos, mas, deixando a mente limpa, a informação flui naturalmente para o inconsciente, e a resposta surge através de uma sensação, de uma imagem mental, de um símbolo, da vibração do pêndulo ou de qualquer outra forma.

Um treino para a intuição que recomendo é usar cartas de baralho. Para isso, escolhemos uma carta aleatória, mantemos ela virada para baixo. Então, tentamos adivinhar que carta é, não de maneira consciente. Repousamos o olhar nela e tentamos ler energeticamente o que está embaixo, o que está escondido na carta. Quando sentimos a resposta, por exemplo, que é uma dama, viramos a carta.

Provavelmente não será uma dama. E aí recomeçamos com a próxima carta. Esse exercício tem a finalidade de trabalhar a neutralidade em nós. A ideia não é acertar a carta, isso pouco importa, mas saber zerar o cérebro e ler energeticamente a carta de maneira neutra.

Mesmo não sendo o foco, conforme vamos nos desenvolvendo, o índice de acerto vai aumentando. É muito raro alguém ter o psiquismo elaborado a ponto de acertar todas as cartas, mas, com treino, conseguimos chegar em uma margem de 30 a 35% de acerto. Porém, o principal ganho desse exercício segue sendo a neutralidade mental que ele traz.

Copyright do texto © 2022 Tibério Z Dados internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste artigo pode ser reproduzida ou usada de qualquer forma ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, inclusive fotocópias, gravações ou sistema de armazenamento em banco de dados, sem permissão por escrito, exceto nos casos de trechos curtos citados em resenhas críticas ou artigos de revistas. (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) ISBN: 978-65-00-27681-7

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante:Esse site faz uso de cookies para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse.